O começo do amor com a internet

Essa relação de amor que vivo hoje com a internet, a qual rege toda a minha vida e está presente nos meus sonhos futuros começou sem querer. Como já contei em outro texto, eu vivi a época do surgimento da própria e suas utilidades pra vida moderna; sempre relacionada ao social. Nesses tempos de internet discada, eu era a última a saber mudar a cor da letra, a usar as ferramentas, adicionar e editar fotos; enfim, nunca fui a mais avançada na tecnologia. O que eu curtia era conversar, conhecer e me aproximar das pessoas; por este motivo, eu vivia muito fora do computador, estava sempre na rua, clube, baladinhas, entre tantos outros lugares.

LivrosOs tempos eram tão outros que nossas pesquisas eram feitas na barsa em casa e na biblioteca do colégio; infelizmente não tínhamos o Google para auxiliar nos conteúdos dos trabalhos, nem nas histórias para as apresentações. Quem participou do desenvolvimento se viu muito em casa, eram pessoas com facilidade pra entender programação e etc, coisas tão impossíveis para minha compreensão naqueles anos (não que tenha mudado tanto…rs). Enquanto ela evoluía, fui em busca de outras coisas. A faculdade de moda, os primeiros passos da carreira e tentar entender onde era meu lugar no mundo. Algum tempo se passou e me deparei com o Buscapé.

No começo eu não entendia o fascínio das pessoas com a empresa. Nem sabia direito o que ela fazia, mas como necessidade do trabalho e parte da minha personalidade, fui conhecendo cada área de atuação, novos negócios, diretrizes, e foi a primeira vez que vi de perto uma empresa que tem como princípio ser inovadora. Naquele momento nasceu um amor, eu e a internet. Tudo o que eu imaginava sobre empreendedorismo, sucesso e possibilidades me pareceu próximo. Pessoas, cada vez mais jovens, sendo usadas como sinônimo de grandes realizações. Eu queria estar naquele time.

BusinessPor falar em grandes exemplos, quando o nome Romero Rodrigues, um dos fundadores do Buscapé, era citado, os olhos das pessoas brilhavam. Pela ativa participação dele no dia-a-dia do negócio, tive a oportunidade de conhecê-lo. O pouco que pude perceber no rápido contato foi carisma, inteligência e muito trabalho. Mantive sua história como exemplo, e nos anos seguintes procurei uma forma de começar a minha caminhada para esse hall de sucesso. A internet me fascinou e continuo na luta por construir algo relevante pra esse novo mundo.

Nas andanças pelas redes sociais, li que o Romero, não estará mais a frente da empresa. Um misto de alegria por suas conquistas, orgulho por ter tido a oportunidade de ver de perto seu trabalho e surpresa por quanta coisa aconteceu nestes 16 anos. A primeira empresa brasileira de internet a se tornar global, Uau. Muito boa sorte pra ele e mais um motivo pra acreditar no meu.

Nesse vídeo, ele conta como começou a história dessa gigante brasileira e passa uma mensagem positiva para entusismar os empreendedores.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: