Sobre a flor mais bela do meu jardim

Escrever pra você é como escrever pra mim… Num passado, no presente e sempre no meu futuro. Por isso, essa é uma tarefa delicada, que sinto muita dificuldade ao mesmo tempo emoção, em realizar.

Tem gente que diz que sou sua versão loira, outras falam do mesmo sorriso, outros que a minha é exatamente sua voz; mas ninguém imagina o quão real é dizer que sou um pedacinho seu.

Mesma matéria, essência e valores. Mesmo tamanho, sorriso e sonhos. Por isso que é tão fácil pra você entender meus medos, anseios e inquietações. Além do mais, você sabe tudo. Médica, advogada, cozinheira, motorista, anfitriã, companheira, comentarista, humorista, mecânica, tudo você faz bem.

Dizem que ser mãe é saber um pouco de tudo, mas você sabe muito. Sorte de quem tem um pouquinho de você, da sua atenção e conhece a magnitude do seu altruísmo. Nunca verei exemplo de caridade como os que você já me deu.

Quem diria, que para que eu conseguisse te transbordar de orgulho (suas palavras), precisaria ir para tão longe… Só que saber disso me motiva a acordar cada dia com mais garra e felicidade, por mais contraditório que possa parecer, me da a impressão de estar ainda mais perto de você.

Te falei que não precisava se preocupar, eu daria um jeito, viraria do avesso, transformaria não em sim, mostraria que tudo o que você ensinou e as vezes achou que eu não ouvi, “deu educação, mas não assimelei”(rs), tava tudo guardadinho aqui, esperando uma chance pra voar, pra te mostrar. Eu sou você e você sou eu.

Mãe, não estou ai pra te dar um beijo enorme de parabéns e um presente “que não precisava”, mas daqui te mando um arco íris só seu, um coração que é meu e os desejos mais lindos que eu consegui somar durante todo esse dia, que aqui começou mais cedo, afinal, um dia só pra você é muito pouco.

Te amo, meu maior exemplo, meu melhor objetivo.

Vivian Rabello

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: